Polícia investiga superfaturamento e irregularidades na venda de kits de alimentação para as escolas de Blumenau

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Produtos não produzidos pela agricultura familiar e que foram superfaturados fizeram parte do kit alimentação distribuídos nas escolas da rede municipal de ensino. As investigações da Polícia Civil de Blumenau, indicam que alguns dos agricultores familiares contemplados na chamada pública não estavam plantando os produtos, mas adquiriam no CEASA local e depois repassavam à Prefeitura.

Nesta quarta-feira (21), policiais civis cumpriram mandados de busca e apreensão em diversos endereços, incluindo na Intendência da Vila Itoupava e o Sindicato dos Agricultores. Segundo o delegado responsável pelo caso, Lucas Almeida, há suspeita da participação de um agente público da Prefeitura no esquema criminoso.

A operação Agricultor Fantasma, apura o uso irregular de verba federal, incorporada no Município, que durante a pandemia foi utilizada para cestas de verduras para estudantes.  Os envolvidos podem responder pelos crimes de fraude à licitação e falsidade ideológica.

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”