Grupo Soma compra a companhia Hering

O grupo de moda Soma fechou um acordo de aquisição da Cia. Hering,
informaram as duas companhias em fato relevante nesta segunda-feira.
Os acionistas da Hering receberão R$ 9,63 por ação e 1,62 ação do Grupo Soma.
Atualmente, segundo formulário de referência mais recente da Cia. Hering, o capital
social da empresa está divido em 162.533.937 ações ordinárias, o que corresponde
a cerca de R$ 1,5 bilhão em pagamento em dinheiro. Caso o acordo de exclusividade
não seja cumprido, há uma multa prevista em R$ 250 milhões.

Se a operação for aprovada por acionistas e pelos órgãos reguladores, a Cia. Hering
será subsidiária total do grupo Soma, que mantém em seu portfólio marcas de luxo
como Animale e Farm.
“A Hering e o Grupo Soma avaliam que a operação será transformacional no que
tange a consolidação de uma plataforma de marcas no varejo de moda, ampliando
o seu mercado endereçável total, conectando diferentes audiências e abrindo um
novo espaço e avenida de crescimento dado o portfólio altamente complementar”.
diz o comunicado da Hering.

A operação foi assessorada pela BR Partners do lado da Hering e pelo banco
Santander e o RG Partners pelo grupo Soma. Os escritórios de advocacia Machado
Meyer e Mattos Filho estão atuando como assessores legais da Hering e do Grupo
Soma, respectivamente.
A Cia. Hering recebeu uma proposta não solicitada da Arezzo há cerca de 10 dias,
enquanto o Soma estava sondando a marca Shoulder, segundo fontes. A Arezzo
tinha oferecido cerca de R$ 3,3 bilhões.
Após aquela movimentação, em entrevista ao Valor, Fabio Hering, presidente do
grupo, disse que a proposta feita pela Arezzo para a varejista fundada por sua
família não fazia sentido.
Tanto as ações da Hering como as do Grupo Soma entraram em leilão na Bolsa após
o anúncio. Na retomada dos negócios, o papel da Hering registrou forte
avanço.

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”