Forças de segurança realizam 16 abordagens na fiscalização do feriado de Páscoa

Neste fim de semana, as fiscalizações que visam o cumprimento das medidas de restrições impostas pelo governo de Santa Catarina (Decreto nº 1.218), continuaram em Blumenau. Foram realizadas 16 abordagens, mas nenhum estabelecimento foi interditado.

Desde o dia 19 de fevereiro, a força-tarefa fez 442 abordagens, sendo 18 estabelecimentos interditados por descumprirem o regramento com as restrições estabelecidas para regiões que estão no nível gravíssimo na Matriz de Risco.

Neste feriado, desde a quinta-feira, dia 1º de abril, foram realizadas 16 abordagens, sendo que, 6 delas ocorreram em bares ou lanchonetes, duas em igrejas e 8 em particulares.

O trabalho é coordenado pela Secretaria de Defesa Civil e envolve equipes da Vigilância Sanitária, da Guarda Municipal de Trânsito (GMT), da Policia Militar, da Policia Civil e do Corpo de Bombeiros. Ao todo, mais 40 profissionais estão atuando nos bairros da cidade.

Denúncias

Durante a operação, a população também pode registrar denúncias relacionadas a casos de aglomeração em estabelecimentos, por meio do telefone 199, da Defesa Civil e 190 da Policia Militar. Até a manhã de domingo, dia 4 de abril, a central de telefone 199 recebeu 960 ligações.

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”