EUA vão doar 60 milhões de doses de vacinas da AstraZeneca

Os Estados Unidos vão direcionar um lote de 60 milhões de doses da vacina da AstraZeneca para outros países assim que a quantidade encomendada chegar, afirmou o conselheiro do governo do país para a Covid-19, Andy Slavitt.

O país agora enfrenta pressão para aumentar o número de destinatários de suas doações, especialmente para a Índia.

O governo dos EUA está seguro de que o país tem doses suficientes com os três fornecedores que até agora têm garantido as vacinas: Johnson & Johnson, Pfizer e Moderna.

Cerca de 10 milhões de doses da vacina da AstraZeneca já foram produzidas, mas não autorizadas pelo FDA. Outras 50 milhões ainda estão em produção, e devem estar disponíveis entre maio e junho.

Os EUA compraram 300 milhões de doses da AstraZeneca.

Fábrica com problemas

No país, a fábrica responsável pelas doses da AstraZeneca era a Emergent BioSolutions, de Baltimore.

Essa fábrica teve problemas com a produção de uma outra vacina, a da Johnson & Johnson. Depois desse episódio, o governo dos EUA mandou a Johnson & Johnson gerenciar a unidade de produção para garantir a qualidade dos produtos.

Os EUA também mandaram a fábrica parar de produzir as doses da AstraZeneca, que procura um outro local para poder fabricar sua vacina no país.

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”