Blumenau planeja ter tour oficial por pontos turísticos da cidade em 2022

Blumenau terá em um futuro não muito distante um tour oficial da cidade. A Secretaria de Turismo e Lazer trabalha na elaboração de um edital de concessão de uma linha de ônibus para o serviço de city tour, que será explorado pela iniciativa privada. Para quem não está habituado com o nome, é aquele passeio de ônibus (o veículo normalmente é aberto) por pontos turísticos de um determinado lugar, como já existe em Balneário Camboriú e Florianópolis, por exemplo.
O edital está praticamente pronto, mas ainda está passando por revisão final da Procuradoria Geral do Município. Com o aval jurídico, o texto será enviado para aprovação pela Câmara de Vereadores – o que está previsto para acontecer nas próximas semanas. Será uma concorrência do tipo “melhor preço” – ou seja, vence quem se dispor a pagar mais para explorar o serviço. O valor a ser pago pela empresa será revertido ao Fundo Municipal de Turismo, a exemplo de outras concessões.
Caberá à vencedora da licitação elaborar o itinerário do passeio, inclusive com os dias de funcionamento do city tour. A proposta será avaliada por uma comissão formada por integrantes das secretarias de Turismo e Lazer, Trânsito e Transportes e Planejamento Urbano. Pontos como o Centro Histórico, a Vila Itoupava e a Nova Rússia serão sugeridos para constar no roteiro, mas não serão obrigatórios — embora seja improvável que quem explorar o serviço os deixe de fora.
O edital também irá permitir que a concessionária elabore tours personalizados – pode haver mais de um roteiro disponível e nem todos eles passarão pelos mesmos pontos. O contrato de concessão terá duração de 10 anos, renovável por outros 10. A expectativa do município é que o serviço entre em funcionamento em 2022, num momento de retomada pós-pandemia de Covid-19.
Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”