Assaltantes de cooperativas de crédito em SC são presos pela Polícia Civil de Blumenau

Foto: Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil de Blumenau, por meio da DIC (Divisão de Investigação Criminal) prendeu na manhã desta quinta-feira (11) três suspeitos de envolvimento em assaltos à cooperativas de crédito em Santa Catarina. A operação cumpriu três mandados de prisão temporária e seis mandados de busca e apreensão nas cidades de Blumenau, Massaranduba, Gaspar, Penha e Itajaí.

A investigação começou no fim de janeiro, após o roubo de uma agência da Viacredi, na Rua Doutor Pedro Zimmermann, no bairro Itoupava Central, em Blumenau. Na ocasião, cinco homens fortemente armados entraram na agência e fugiram levando aproximadamente R$ 80 mil em espécie.

O mesmo grupo também é suspeito de assaltar outra agência da Viacredi, em Gaspar, no início de janeiro, e uma agência do Sicoob, em Santa Cecília, no inicio de fevereiro deste ano.

Durante cumprimento dos mandados, dois investigados foram presos. Um deles, de 35 anos anos, é foragido do sistema prisional do Rio Grande do Sul e possui diversas passagens por roubo. Já o outro, de 59 anos, é um velho conhecido das forças de segurança, já tendo participado de vários roubos a banco. Ele estava preso desde 2003, mas foi solto no ano passado em razão da pandemia Covid-19.

Além do mais, em uma residência no Bairro Itoupava Central foram localizadas duas espingardas calibre 12, um simulacro de fuzil, munição, coletes balísticos, roupas militares, “miguelitos” etc. O proprietário do imóvel foi preso em flagrante por posse irregular de arma e munição de calibre permitido.

Segundo a Polícia Civil, possivelmente, o grupo estava planejando outro roubo, haja vista o armamento apreendido. Diante dos fatos, todos foram encaminhados à sede da DIC em Blumenau, para os procedimentos de praxe.

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”