Acib e Furb lançam campanha de incentivo ao comércio local

Para incentivar a valorização dos negócios locais em tempos de coronavírus a Acib, Associação Empresarial de Blumenau, por meio do Núcleo de Marketing, se uniu com a Furb, através da agência experimental de publicidade da instituição, para promover a campanha “Pense local, consuma regional”. O objetivo é conscientizar e estimular ações que garantam o desenvolvimento econômico de maneira coletiva.

A pandemia de coronavírus provocou um forte impacto na economia mundial e gerou diversas incertezas nas atividades econômicas. Em razão deste cenário, as empresas locais tendem a ser as mais afetadas. Neste período de instabilidade, muitas empresas estão tentando encontrar alternativas para se manter no mercado e prosseguir com suas atividades.

Sabendo dos riscos do contexto atual, a iniciativa do curso de Publicidade e Propaganda da Furb em parceria com a Acib busca despertar os consumidores para a importância e impacto dos negócios locais na economia da região. A campanha mostra que o tempo de repensar as escolhas de consumo é agora. Para que os empreendimentos locais sobrevivam a este período, o movimento coletivo é fundamental para a região, uma responsabilidade que está nas mãos de todos.

Os negócios locais possuem grande participação na economia brasileira e representam grande parte dos empregos com carteira assinada. Portanto, pequenas iniciativas são indispensáveis para que os negócios locais consigam enfrentar a crise.

Além de conscientizar o fortalecimento da economia, a campanha “Pense local, consuma regional” busca incentivar ações que ajudem a sustentar as empresas locais e ressalta que muitas atitudes podem ser realizadas coletivamente de forma simples e sem precisar sair de casa. Apoiar negócios locais é investir na região.

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”