¡Viva la naturalización! Vôlei de Blumenau inicia processo para naturalizar cubano Dariel Cortina em 2016

Já pensando na temporada 2016, os responsáveis pelo voleibol masculino de Blumenau começaram a trabalhar com a possibilidade de um reforço de peso. Nada mais, nada menos que o cubano Dariel Cortina, de 34 anos, que defendeu as cores da nossa cidade durante a Superliga 2009/2010.

Dariel inclusive já treina com a equipe blumenauense para manter ritmo de jogo, além do preparo físico e técnico. Mas a possibilidade de jogar pela Associação Professor Artur Novaes (que é a entidade que representa o vôlei masculino de Blumenau) esbarra em questões financeiras. Isso porque a equipe que contratá-lo terá de pagar uma taxa de transferência internacional que equivale a 15 mil francos suíços. Algo próximo de R$70 mil.

“Esse valor está fora da nossa realidade hoje. Pra se ter ideia, R$70 mil é o que nos custa toda a logística de viagens da Superliga B”, disse André Donegá, técnico e um dos responsáveis da APAN.

Para ter o jogador e superar essa barreira financeira, os diretores do voleibol de Blumenau iniciaram o processo para tentar naturalizar Dariel para a Temporada 2016. Seria a única forma hoje de escapar do pagamento da transferência internacional e permitir que o atleta representasse, por exemplo, a nossa cidade nos Jogos Abertos de Santa Catarina.

“O Dariel é casado com uma blumenauense, mora em Blumenau, reside no Brasil há oito anos. Ele tem o interesse e nós também”, garantiu Donegá a respeito da naturalização do jogador.

Mas toda essa situação vai ficar mesmo para o ano que vem. Enquanto isso, ainda nessa Temporada 2015, a APAN disputará o Campeonato Catarinense diante de Chapecó, com jogos em Blumenau acontecendo nos dias 1º e 2 de outubro, e os JASC. A Superliga B deve iniciar em 5 de janeiro do ano que vem.

Compartilhe

PinIt
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”