Vereadores aprovam repasse R$ 1 milhão para enfrentamento do coronavírus em Blumenau

Foto: Lucas Prudêncio/Imprensa CMB

Os vereadores aprovaram em sessão remota extraordinária nesta terça-feira (31), em Blumenau, o projeto autoriza a Câmara de Vereadores a repassar R$ 1 milhão ao fundo especial para o enfrentamento da pandemia decorrente do coronavírus – Covid-19, gerido pela Prefeitura de Blumenau.

A aprovação em lei é necessária uma vez que o valor será retirado do fundo especial que a Câmara possui para a construção de sua sede própria, instituído em 2015. Com a aprovação em redação final, o projeto segue para sanção do prefeito.

Durante a sessão também foram encaminhadas diversas indicações dos vereadores Adriano Pereira (PT) e Bruno Cunha (Cidadania) à prefeitura, com sugestões de ações referentes ao enfrentamento da pandemia. As indicações não passam por votação, portanto foram despachadas ao Executivo.

Um requerimento do vereador Alexandre Caminha (PP) também foi aprovado pelos vereadores. O parlamentar questiona Procon e Procuradoria Geral do Município e o Executivo sobre a possibilidade de autorização para utilização dos valores do fundo do PROCON Municipal, após devida aprovação do conselho, para ação de combate ao Covid-19.

Fonte: Assessoria CMB

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”