Três suspeitos são detidos após assalto a loja de materiais de construção na Itoupavazinha

Menor de 15 anos foi detido em condomínio no Bairro Passo Manso. Foto: Augusto Ittner.

Um jovem de 18 e dois adolescentes de 15 e 17 anos foram detidos pela Polícia Militar após um assalto na loja São Roque Materiais de Construção, na Rua Frederico Jensen, no Bairro Itoupavazinha. O crime ocorreu por volta das 14h15min desta quinta-feira e os suspeitos foram encontrados poucas horas depois. Até às 18h a PM já havia detido todos os três jovens.

O primeiro encontrado foi um adolescente de 15, que estava no Condomínio Figueiras, no bairro Passo Manso. Os outros dois, de 17 e 18 anos, foram detidos após fugir para o uma matagal. Durante a perseguição houve troca de tiros entre os suspeitos e a Polícia Militar, mas ninguém se feriu.

Segundo a PM, os três assaltantes entraram na loja e anunciaram o roubo. Eles renderam os funcionários, levaram o dinheiro do caixa e fugiram em um veículo Ecoesport com registro de furto. Com os suspeitos a PM encontrou R$ 790 em dinheiro, três celulares, um monitor de TV de 19 polegadas, um revólver calibre 22 com duas munições intactas e uma cápsula deflagrada.

Segundo o tenente da Polícia Militar, Felipe Oppenheimer, os jovens já são conhecidos da PM e na madrugada desta quinta-feira assaltaram o Empório do Dog, na Rodovia Werner Duwe, no Bairro Testo Salto. Um deles havia saído recentemente do Casep. O trio foi encaminhado a Central de Polícia Civil.

Compartilhe

PinIt
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”