Transporte público de Blumenau amanhece em greve nesta segunda-feira

O transporte coletivo de Blumenau amanheceu em greve nesta segunda-feira, dia 23. O motivo da paralisação total é o pedido de segurança por parte da categoria, que exige medidas imediatas e corretas por parte do governo municipal e Seterb.

Desde a primeira paralisação, após a agressão de dois funcionários do transporte público, a autarquia municipal divulgou a instalação de novas bilheterias nos terminais Aterro, Fonte e Fortaleza, a instalação de uma central de monitoramento, revisão na iluminação dos terminais e a contratação de vigilante para o Terminal Aterro.

Até o momento, não há prazo para o retorno dos ônibus às ruas. O Seterb emitiu uma nota oficial sobre a paralisação.

“O Seterb informa que todas as medidas apresentadas na última terça-feira, dia 17, para melhorar a segurança nos terminais urbanos de Blumenau estão em andamento. As ações, como, por exemplo, a instalação de bilheterias nos terminais Aterro, Fonte e Fortaleza, a instalação de uma central de monitoramento, revisão na iluminação dos terminais e contratação de vigilante para o Terminal Aterro já foram iniciadas e devem ser concluídas o mais breve possível.

As bilheterias com porteiro serão instaladas pelo Consórcio Siga em até 30 dias, contados a partir do dia 17, na outra extremidade dos terminais Aterro, Fonte e Fortaleza. Nos terminais Aterro e Fonte elas serão em forma de container e também terão banheiros. No Terminal Fortaleza será reativada a bilheteria já construída.

Uma central de monitoramento também será implantada na sede do Consórcio Siga. Uma pessoa fará o monitoramento e diante de alguma demanda irá entrar em contato com a Polícia Militar. Esta medida entra em funcionamento até o final do mês.

Todos os seis terminais urbanos estão passando por uma revisão na iluminação. Na última sexta-feira, dia 20, o Terminal Aterro recebeu melhorias na iluminação do estacionamento e das entradas e saídas dos ônibus. Até o final desta semana, o Terminal Fonte também ganhará reforço na iluminação. Medida que também será estendida para os demais terminais.

A partir desta quarta-feira, dia 25, um vigilante não armado começa a trabalhar no Terminal Aterro. Esta contratação do Consórcio Siga ainda está em fase piloto e, se durante o período de testes o resultado for positivo, a ação poderá ser ampliada para os demais terminais do município.

Para reforçar a segurança nos terminais, a Guarda de Trânsito está realizando rondas nos terminais. A presença dos agentes de trânsito nestes locais serve para impor respeito e inibir possíveis atitudes de vândalos.

O Seterb informa ainda que nesta segunda-feira, dia 23, a Guarda de Trânsito seguirá atuante nos pontos críticos da cidade para fazer fluir de veículos e evitar possíveis congestionamentos devido à paralisação do transporte coletivo.

Todas as ações para melhoria de segurança nos terminais são de responsabilidade do Consórcio Siga, porém o Seterb está acompanhando de perto as ações e implementações destas melhorias.

Por fim, a municipalidade lamenta a paralisação do transporte coletivo que prejudica o usuário, o trabalhador blumenauense e, por consequência, toda a comunidade. O Seterb reitera a solicitação de bom senso ao sindicato para que não haja mais prejuízos à sociedade, visto que as ações para melhoria da segurança estão em andamento e muito em breve estarão todas em operação”.
Seterb

 

Compartilhe

PinIt
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”