Transporte coletivo, postos de saúde, escolas e agências bancárias não devem funcionar na sexta-feira

Imagem ilustrativa. Foto: Jaime Batista/Blog do Jaime.

A greve geral contra a reforma da previdência e a terceirização, organizada por movimentos sindicalistas em todo o país, deve também afetar os serviços mais utilizados pelos blumenauenses diariamente. Dos serviços públicos da saúde por exemplo, ainda não há uma confirmação de quantos postos devem ficar fechados, ou sem atendimento em algum setor, porém, diversos funcionários já confirmaram que vão aderir a paralisação.

Além disso, a mesma situação acontece com a educação. Ainda não há um número exato de escolas e creches fechadas, porém, diversos professores irão aderir ao movimento. Em relação ao transporte coletivo, duas assembleias nesta quarta-feira (26) vão definir pela paralisação ou não. A expectativa é que os motoristas e cobradores parem por 24h na sexta.

Em relação aos bancos, uma assembleia já definiu que a maioria dos trabalhadores irão aderir ao movimento, ou seja, não irão trabalhar. Por conta disso, diversas agências devem estar fechadas na sexta-feira. A orientação é adiantar os compromissos bancários que têm vencimento antes da próxima segunda-feira (01).

Compartilhe

PinIt
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”