Trabalhadores do transporte coletivo realizam paralisação por falta de acordo com empresa

Foto: Jaime Batista

O usuário do transporte coletivo de Blumenau foi surpreendido com uma paralisação dos funcionários nesta quarta-feira (05). Os pontos e terminais urbanos ficaram cheios de pessoas que aguardavam os ônibus que não circularam pela cidade até às 7h. A manifestação aconteceu após os funcionários e empresa não entrarem em acordo na última reunião realizada nesta terça-feira (04).

De acordo com o sindicato, a reunião não durou três minutos, já que a empresa responsável pelo transporte não quis apresentar uma nova proposta. Ainda nesta quarta-feira, às 10h, os diretores do Sinditranscol vão realizar uma entrevista coletiva para informar as próximas ações dos trabalhadores.

Em nota, a empresa informou que já realizou negociações com os trabalhadores e sindicato e que está acionando o Tribunal Regional do Trabalho para evitar novas paralisações e greve.

“Sem qualquer comunicação prévia à empresa e usuários, desrespeitando a lei federal 7.783, que dispõe sobre o exercício do direito de greve, define as atividades essenciais, regula o atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade, o SINDETRANSCOL proibiu a saida de 100% da frota do transporte coletivo público de Blumenau nesta quarta (5/12), das 3hs às 7hs. As ações foram feitas na garagem da empresa e nos terminais, onde a frota estava pronta para partida, surpreendendo inclusive os funcionários em suas escalas.
Conforme negociado e acordado entre sindicato e empresa, uma proposta de aumento de 4% nos salários, com aumento real no vale alimentação e avanços em cláusulas sociais pode ser assinada de imediato, bastando que o sindicato honre o que negociou.  A empresa já está tomando as medidas legais cabíveis, encaminhando ao Tribunal Regional do Trabalho o dissídio de greve, apresentando a ilegalidade da greve, solicitando o retorno imediato às atividades e que julgue o instrumento coletivo. Espera ainda que haja respeito aos usuários e à lei por parte do sindicato”.

Já o Seterb, também em nota, apontou que assim como a comunidade, não foi informado previamente da paralisação.

“A Prefeitura de Blumenau, por meio do Seterb, informa que não foi comunicada antecipadamente da paralisação do transporte coletivo. Assim como a comunidade, a autarquia foi surpreendida pela não saída dos ônibus na garagem no início desta quarta-feira, dia 5, e foi informada pela empresa concessionária da prestação do serviço que o funcionamento iniciará às 7h. Diante da situação, o Seterb notificará a BluMob para que tome as medidas necessárias para o reestabelecimento imediato da operação”.

Compartilhe

PinIt
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”

Um comentário sobre “Trabalhadores do transporte coletivo realizam paralisação por falta de acordo com empresa

  1. Ella

    Primeiro e uma tremenda palhaçada, se realmente existe justiça, este presidente do sindicato já deveria estar preso, invadir um local publico ( terminal) para fazer parar uma frota inteira, qual o direito que este cidadão tem ? segundo é data base dos motoristas? com tanta gente qualificada e desemprega não é fácil despedir os lideres destas greves e mandar embora, pois acabou a mordomia dos sindicatos viver com contribuição sindical, agora que acabou ficam inventando coisas para prejudicar o povo, e ainda dizem, que sindicato trabalha para os empregados. Hoje se viu o exemplo de sindicato que funciona em beneficio deles mesmos. Se motorista e cobrador esta recebendo salario em dia, é graças ao pagamento da passagem paga pelo trabalhador, ou é o sindicato que paga o salario dos motoristas???? ´presidente de sindicato que faz este tipo de aventura deveria ser preso e deixa-lo neste local por muito tempo, assim não perturba mais o povo.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.