Simpósio vai discutir Concessões Rodoviárias na Assembleia Legislativa de SC

No evento será lançado o Manual do Usuário de Rodovias.

A Auresc, Associação dos Usuários de Rodovias do estado de SC, promove no dia 27 de março na Assembléia Legislativa, em Florianópolis, um simpósio para discutir a concessão de rodovias no estado.  A missão principal da entidade civil organiza é garantir a qualidade das rodovias catarinenses. Uma das pautas será discutir os direitos de quem utiliza a BR 101, rodovia pedagiada.

Direitos que são estabelecidos pelo contrato firmado entre governo e a concessionária da rodovia, a Auto Pista Sul, mas que pouca gente conhece. Por isso a importância de falar sobre o assunto, como destaca o coordenador regional da Auresc, André Gonçalves. “Quando o motorista passa em um buraco na BR 101 e ele causa um dano ao seu veículo, ele tem direito a indenização imediata porque há uma falha de manutenção da concessionária”.

Durante o Simpósio Catarinense Sobre Concessões Rodoviárias, a Auresc em parceria com o Procon, vai lançar o Manual do Usuário de Rodovias. Objetivo é simples: levar conhecimento aos catarinenses sobre os direitos de quem utiliza as rodovias.

O Presidente da Auresc , Sérgio Popper, comenta:  “Como os usuários desconhecem os direitos assegurados, eles deixam pra lá, quando você não tem informação, você deixa passar, e absorve o prejuízo causado pela rodovia. O Manual será uma importante ferramenta de informação para o cidadão”

Outra pretensão da Auresc é garantir o reconhecimento oficial do governo para ter legitimidade na cobrança por rodovias com mais qualidade no estado. Representar os catarinenses, fiscalizar a concessionária e fazer cumprir os diretos dos cidadãos, estão entre as principais atribuições da entidade.

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”