Servidores públicos de Blumenau terão uma semana a mais de férias coletiva

Enquanto algumas prefeituras da região cortam investimentos para fechar o ano com as contas em dia, em Blumenau a medida encontrada foi aumentar as férias coletivas dos servidores em uma semana. A decisão, segundo o secretário da Fazenda, José Abel do Nascimento, vai gerar uma economia de R$ 1 milhão.

O balanço financeiro ainda não foi fechado, mas a estimativa é que a Prefeitura de Blumenau teve uma queda na arrecadação de cerca de R$ 100 milhões diante do que foi projetado para este ano. Para fazer frente à diminuição da renda, uma das medidas foi reduzir salários do prefeito, secretários e comissionados, que gera uma economia de R$ 400 mil por mês. A medida, que venceria neste final de ano, será mais uma vez prorrogada e valerá até junho de 2017, gerando uma economia de R$ 2,4 milhões.

Com as férias coletivas mais longas, os servidores públicos vão parar no dia 16 de dezembro e retornam ao trabalho em 23 de janeiro. Durante este período os serviços essenciais da Prefeitura operam em regime de plantão.

Na saúde, as unidades de Saúde da Família e a Policlínica ficam fechados. Os sete ambulatórios Gerais vão atender normalmente até o dia 23 de dezembro. Entre 26 e 30 de dezembro estarão abertos os ambulatórios do Garcia, Velha, Centro e Badenfurt. De 2 a 6 de janeiro o atendimento será nos ambulatórios da Itoupava, Fortaleza e Escola Agrícola. A partir de 9 de janeiro o atendimento volta ao normal nos sete ambulatórios gerais.

Na educação o PAR, Programa de Atendimento Recreativo, entrará em funcionamento a partir do dia 23 de janeiro. Os pais podem inscrever os filhos para participar de atividades durante o recesso escolar. A data para o início do ano letivo de 2017 para as escolas da rede municipal ainda não foi definida.

Compartilhe

PinIt
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”