Servidores entram em estado de greve em Blumenau

Foto: Sintraseb

Os servidores públicos de Blumenau decidiram nessa terça-feira (26), entrar em estado de greve. A categoria protesta contra a decisão da Prefeitura de só repassar o índice do INPC sobre os salários em janeiro de 2019. Outra decisão tomada em assembleia foi de realizar uma nova paralisação na quarta-feira da semana que vem, dia 04.

O manifesto desta terça-feira foi marcado por uma caminhada no Centro da cidade, que acabou prejudicada pela chuva. Com o estado de greve decretado, a categoria vai decidir em assembleia, na próxima semana, por uma greve por tempo indeterminado.

Nesta terça-feira, representantes do Sintraseb, Sindicado Único dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Blumenau, voltaram a conversar com o governo, mas não houve nenhum avanço. A Prefeitura segue alegando que não tem condições financeiras de atender os pedidos dos servidores.

Segundo divulgou o governo, a paralisação dos servidores nesta terça-feira deixou 34 unidades de saúde, nove CEIs e três escolas fechadas. Mas o principal reflexo foi no trânsito no Bairro Velha. Sem agentes de trânsito na Rua João Pessoa, não houve a reversão de faixa no início da manhã o que gerou longo congestionamento e muita reclamação dos moradores da região.

Compartilhe

PinIt
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”