Senador catarinense é relator de proposta que aumenta sanções a torcidas organizadas

Foi aprovado nesta terça-feira (22) pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) o projeto que aumenta as sanções para as torcidas organizadas que promoverem tumultos, conflitos ou atos de vandalismo em estádios e outros lugares (PLS 28/2014). A proposta é do senador licenciado Armando Monteiro (PTB-PE), que é ministro do Desenvolvimento, cujo relator é o senador Dalirio Beber (PSDB-SC).

O texto final estabelece pena de um a quatro anos de prisão a membros dessas torcidas que se envolverem em situações de violência ou confrontos, ou que invadam os locais restritos apenas aos competidores durante os eventos.

Também poderão pegar a mesma pena os torcedores que se envolverem em distúrbios num raio de cinco quilômetros ao redor dos jogos, ou durante os trajetos de ida e volta.

“Queremos aperfeiçoar o Estatuto do Torcedor com o intuito de fazer de fato, que todos aqueles que se dirigem a um campo de futebol, para assistirem a uma partida, para ver o seu time jogar, possam fazer com a absoluta tranquilidade, podendo levar toda a sua família e fazer com que o espetáculo do futebol seja agradável e seguro para todos,em nível de Brasil. Queremos que as torcidas organizadas continuem e sejam incentivadas, que continuem a prestar esse belo serviço de motivação, e que o seu time sinta esse calor e incentivo. Queremos ver banidas as torcidas que provocam tumultos dentro e nos arredores dos estádios”, justificou o senador tucano.

O projeto, que agora será analisado na CCJ, também determina que deverá ser punido quem portar ou transportar no estádio, ou durante o trajeto, qualquer instrumento que possa servir para a prática de violência, assim como os presidentes e diretores de cada torcida que se envolver em conflitos.

E se dos casos de violência resultarem morte ou lesão corporal grave, as punições deverão ser acrescidas em um terço, além do já previsto para esses crimes.

Outras mudanças acrescidas ao Estatuto do Torcedor com o objetivo de coibir a violência também foram acatadas. Pelo texto, passa a ser expressamente proibida a transferência de qualquer verba pública para torcidas organizadas, assim como deverá ser dissolvida a torcida cujos integrantes promoverem atos de vandalismo.

O relatório lido por Dalirio Beber foi muito elogiado pela senadora Ana Amélia (PP-RS) e pelo senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), e aprovado por todos os presentes.

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”