Senador catarinense cobra votação de projeto que suspende pagamento de consignados

Foto: Ilustrativa

O senador Dário Berger, do MDB de Santa Catarina, juntamente com outros senadores, cobra da Câmara dos Deputados a votação da proposta que suspende o pagamento do crédito consignado durante a pandemia. A medida alcança quem recebe benefícios previdenciários, servidores e empregados públicos e do setor privado, ativos e inativos.

Dário é autor de um projeto que tramitou em conjunto com a proposta do senador Otto Alencar do PSD da Bahia, que foi aprovado em junho no Senado. A intenção das propostas é adiar para o final do contrato a quitação das parcelas do empréstimo sem a cobrança de juros e sem a inscrição do nome do cliente em cadastros de inadimplentes.

Para o senador catarinense, a suspensão do pagamento de parcelas é uma questão de bom senso e justiça social no momento de calamidade pública, já que os novos empréstimos consignados estão sendo realizados com três ou quatro meses de isenção.

O número de contratos de empréstimos consignados ativos para aposentados e pensionistas chegou a 34 milhões em março deste ano, segundo o INSS.

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”