Secretário de Defesa do Cidadão fala sobre ocorrências em função das chuvas nas últimas horas, em Blumenau

Foto: Adriano Raulino – Imprensa CMB

A secretaria de Defesa do Cidadão registrou 16 ocorrências em função das chuvas persistentes em Blumenau nas últimas horas, todas sem vítimas. Foram registradas nove ocorrências durante esta quinta-feira, 30, e outras sete demandas nesta madrugada nenhuma delas com maior gravidade.

Nas ruas Taubaté, no Garcia, e Pedro Ramos, na Nova Esperança, os deslizamentos aconteceram em via pública. Na Rua México, na Ponta Aguda, a queda de um muro atingiu parte da via. Na Rua Luxemburgo, no Passo Manso, onde também houve queda de muro, parte de uma edificação foi atingida causando danos materiais. Nas ruas Regina Bachmann, na Itoupavazinha, e Adolfo Tribess, foram registrados deslizamentos nos fundos de residências e na Rua Leopoldo Heringer, no Progresso, foi analisado um talude que corre o risco de queda.

O secretário de Defesa do Cidadão (Sedeci), Carlos Olimpio Menestrina, conversou com os repórteres João Victor Góes e Jotaan Silva durante o Jornal da Nereu 1ª Edição desta sexta-feira, confira:

 

Foto: Divulgação

Menestrina ressalta a importância de que a população faça o registro das ocorrências pelo telefone 199. “Mesmo a pessoa ligando para os veículos de comunicação, é aconselhável que faça o registro pelo 199. Isso facilita e agiliza o encaminhamento da ocorrência à equipe responsável”, explica.

*com informações da Assessoria / PMB

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”