Santa Catarina volta a ser a sexta maior economia do Brasil

Foto: Divulgação / Fiesc

Com um crescimento de 4%, o Produto Interno Bruto (PIB) de Santa Catarina chegou a R$ 277 bilhões e colocou o Estado com a sexta maior economia do país, posição antes ocupada pela Bahia. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira, 14, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A Indústria de Transformação, Comércio e Atividades Imobiliárias estiveram entre os destaques no desempenho catarinense. Os dados são relativos a 2017 e foram analisados pela equipe econômica da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE).

O economista Paulo Zoldan, reforça ainda que a economia catarinense vem ganhando participação no cenário nacional desde 2002, quando representava 3,7% no PIB do país e, em 2017, subiu para 4,2%. Antes disso, houve retração em 2015 e 2016. “Somos o único estado do Sul do Brasil a ter este destaque durante o período”, avalia. No período, Santa Catarina cresceu em ritmo superior ao Brasil, que avançou apenas 1,3%.

 

Ranking de participação no PIB do país:

1º – São Paulo: 32,2%
2º – Rio de Janeiro: 10,2%
3º – Minas Gerais: 8,8%
4º – Rio Grande do Sul: 6,4%
5º – Paraná: 6,4%
6º – Santa Catarina: 4,2%
7º – Bahia: 4,1%
8º – Distrito Federal: 3,7%
9º – Goiás: 2,9%
10º – Pernambuco: 2,8%
11º – Pará: 2,4%
12º – Ceará: 2,2%
13º – Mato Grosso: 1,9%
14º – Espírito Santo: 1,7%
15º – Mato Grosso do Sul: 1,5%
16º – Amazonas: 1,4%
17º – Maranhão: 1,4%
18º – Rio Grande do Norte: 1%
19º – Paraíba: 0,9%
20º – Alagoas: 0,8%
21º – Piauí: 0,7%
22º – Rondônia: 0,7%
23º – Sergipe: 0,6%
24º – Tocantins: 0,5%
25º – Amapá: 0,2%
26º – Acre: 0,2%
27º – Roraima: 0,2%

Compartilhe

PinIt
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”