Santa Catarina terá primeiro Laboratório de Ciências do Fogo do Brasil

Foto: Divulgação/ CBMSC

O governador Carlos Moisés aprovou na manhã desta sexta-feira, 9, a destinação de um terreno no Sapiens Parque, em Florianópolis, para a construção do Laboratório de Ciências do Fogo, um instrumento de pesquisa, certificação, análise e capacitação para o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina. Será a primeira estrutura do tipo no Brasil e a segunda na América do Sul, hoje já existe uma no Chile.

“Vamos direcionar parte da área de terra do Sapiens Parque para que a gente possa abrigar o laboratório e melhorar as condições de trabalho, ensino e pesquisa do Corpo de Bombeiros de Santa Catarina”, declarou o governador. A assinatura foi realizada durante o ato de formatura e promoção de praças e oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar, em Florianópolis.

Com o aval do governador, o próximo passo do CBMSC é definir os detalhes do projeto e iniciar a licitação para a obra. Na avaliação do comandante-geral, coronel Charles Alexandre Vieira, o novo espaço vai qualificar o trabalho de prevenção e melhorar a atuação dos bombeiros militares catarinenses. “Era um desejo nosso já desde o ano passado, e agora seremos pioneiros no país. Com o Laboratório de Ciências do Fogo, poderemos fomentar a pesquisa junto às universidades, bem como certificar produtos, materiais, fazendo o ciclo completo de bombeiros. Hoje já fazemos prevenção, com vistorias em edificação, e agora poderemos certificar que aqueles produtos realmente atendem às especificações”, afirma Vieira.

*com informações da Secom

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”