Receita Federal divulga números da malha em Santa Catarina

Terminado o processamento das Declarações do IRPF 2019, em Santa Catarina 25.303 declarações ainda estão retidas na malha até esta terça-feira (10), devido a inconsistências nas informações prestadas. A quantidade de declarações retidas corresponde a 1,74% do total de 1.451.139 de documentos enviados.

Desse conjunto de declarações retidas em malha, 79,49% apresenta imposto a restituir, 18,42% tem imposto a pagar e 2,09% não apresenta imposto a restituir ou a pagar. As principais razões pelas quais as declarações entregues em Santa Catarina foram retidas são:

  • Omissão de rendimentos do titular ou seus dependentes: 11.910 declarações (37,12%) com esta ocorrência.
  • Divergências entre o IRRF informado na declaração e o informado em DIRF: 9.712 declarações (30,27%) com esta ocorrência.
  • Despesas médicas: 6.224 declarações (19,40%) com esta ocorrência.
  • Dedução de previdência oficial ou privada, dependentes, pensão alimentícia e outras: 3.114 declarações (9,71%) com estas ocorrências.

Para saber se a declaração está na malha fina, os contribuintes também podem acessar o Extrato de Processamento da DIRPF no site da Receita Federal. Para acessar o extrato da declaração, é necessário utilizar o código de acesso gerado na própria página da Receita Federal ou certificado digital emitido por autoridade habilitada. Ao acessar o extrato, é importante prestar atenção na seção “Pendências de malha”.

Fonte: Assessoria Receita Federal

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”