Reajuste salarial dos servidores de Blumenau pode ser pago somente em 2020

Assim como no ano passado, a Prefeitura de Blumenau alegou que não há previsão em caixa para o repasse do INPC aos servidores públicos neste ano. O repasse é um dos 27 itens que compõem a pauta de reivindicação da categoria para as negociações. Outro pedido é o aumento de R$ 6,50 no Vale Alimentação, passando dos atuais R$ 18,50 para R$ 25.

Segundo o governo, o impacto com o repasse neste ano seria de R$ 25 milhões, levando em conta o período de maio, data base da categoria, até dezembro. Com isso, a proposta foi de iniciar o pagamento do repasse do INPC somente em janeiro de 2020.

Nesta quarta-feira aconteceu uma nova rodada de negociações e novamente o governo voltou a afirmar que não há condições de repasse neste ano. O sindicato contesta. Segundo o coordenador do Sintraseb, Sérgio Bernardo, na lei orçamentária do município há sim previsão para aumento de salário dos servidores e que seria até maior, de 6%.

O sindicato também se baseia num levantamento do DIEESE que mostra queda no índice de aplicação do orçamento na folha de pagamento dos funcionários públicos de Blumenau. Segundo Bernardo, os dados mostram que no ano passado a prefeitura aplicou 46% do orçamento na folha de pagamento e que neste ano o índice seria de 45%, o que daria margem para o repasse aos trabalhadores.

Na próxima sexta-feira, 17, o sindicato vai realizar reuniões com representantes nos locais de trabalho. Uma assembleia dos servidores está marcada para quinta-feira da próxima semana, dia 23, quando a categoria vai decidir se aceita receber o aumento salarial somente no ano que vem ou encaminha nova alternativa.

Compartilhe

PinIt
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.