Primeiro projeto do Plano de Concessões e PPPs é encaminhado ao TCE

Foto: Eraldo Schnaider/PMB

Durante a solenidade de posse de novos secretários nesta quinta-feira (14), o prefeito Mário Hildebrandt assinou o Termo de Ajustamento de Conduta para manutenção, junto à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), do Aeroporto Regional de Blumenau Quero-Quero e o ofício encaminhando ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) a documentação referente à Concessão do Estacionamento Rotativo, a Área Azul, do município. Esta é a primeira, das 18 opções de investimentos apresentadas pela Prefeitura de Blumenau para Concessão ou Parceria Público-Privada (PPP) que passará pela análise do TCE.

Lançado em julho deste ano, o Plano de Concessões e PPPs visa oferecer para a iniciativa privada opções de investimento para complementar a capacidade de execução pelo município de ações estratégicas em diversas áreas como forma de melhorar a vida das pessoas. A expectativa é que juntos os projetos gerem cerca de R$ 250 milhões em ganhos para o município.

Entre as opções de investimentos estão espaços de lazer e convivência, serviços relacionados a trânsito e transporte, além de itens de turismo e infraestrutura. Os projetos englobam itens como o Ginásio Sebastião Cruz (Galegão), setores do Parque Vila Germânica, Eisenbahn Biergarten, o Novo Mercado Público, Rota de Lazer da Rua 15 de Novembro, Parque das Itoupavas, Prainha, Museus, a Nova Estação Blumenau na Praça Victor Konder. Inclui ainda a Praça Dr. Blumenau, Rodoviária, Aeroporto, Pátio de estacionamento do Seterb, abrigos de ônibus, placas nominativas de ruas, gestão dos resíduos sólidos e os cemitérios.

Fonte: Assessoria PMB

Compartilhe

PinIt
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”