PRF lança Operação Nacional de Segurança Viária

Foto: Divulgação / PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), iniciou nesta quinta-feira (14), a Operação Nacional de Segurança Viária. A medida faz parte do Movimento Maio Amarelo. Até a próxima segunda-feira (18), haverá intensificação da fiscalização em pontos críticos de acidentalidade para coibir condutas perigosas e assim reduzir o número de acidentes nesses locais.

A PRF levantou os 150 trechos de 10 quilômetros mais críticos do Brasil, com base nos acidentes graves e no número de mortes ocorridos no período de 11 de março a 30 de abril. Dentro destes parâmetros, Santa Catarina tem 16 trechos entre os 150 do Brasil.

Rodovia Trecho Local Posição
BR 101 Km 200-210 São José
BR 101 Km 210-220 São José- Palhoça
BR 282 Km 20-30 Palhoça – Águas Mornas 10º
BR 280 Km 50-60 Guaramirim 33º
BR 101 Km 130-140 Balneário Camboriú 39º
BR 282 Km 10-20 Palhoça 43º
BR 101 Km 120-130 Itajaí – Balneário Camboriú 50º
BR 101 Km 90-100 Barra Velha 57º
BR 101 Km 160-170 Porto Belo – Tijucas 86º
BR 470 Km 0 – 10 Navegantes 96º
BR 470 Km 60-70 Indaial 100º
BR 101 Km 50-60 Araquari 112º
BR 470 Km 120-130 Ibirama – Lontras 113º
BR 280 Km 10-20 São Francisco do Sul 127º
BR 282 Km 210-220 Lages 135º
BR 116 Km 100-110 Monte Clastelo 150º

Um levantamento da PRF comparou os acidentes ocorridos em Santa Catarina neste ano, entre 11 de março e 30 de abril, com o mesmo período no ano passado. Os dados mostram que houve queda no número de acidentes e vítimas, mas esta diminuição ocorreu por conta do menor fluxo devido à Covid-19. Apesar do menor número de acidentes, o número de mortes é quase igual entre os dois períodos.

Período Número acidentes Acidentes graves Feridos Mortes
11/03-30/04-2019 1.188 266 1.398 55
11/03- 0/04-2020 768 173 871 53

Fonte: Comunicação PRF

 

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”