Prefeitura prorroga prazo para contribuintes aderirem ao programa de renegociação de dívidas

Foto: Michele Lamin / PMB

A Prefeitura de Blumenau estendeu novamente o prazo para renegociação de dívidas por meio do Programa Renovar 2019. Os contribuintes que possuem dívidas junto ao município terão até o dia 20 de dezembro para aderir ao programa. O pagamento à vista poderá ser feito até o dia 30 de dezembro com abatimento total de juros e multas.

De acordo com o Secretário Municipal da Fazenda, César Poltronieri, a medida foi adotada tendo em vista o período de pagamento do 13º salário. Até o momento, quase 5.500 contribuintes aderiram ao Renovar. A Prefeitura já recebeu R$5,8 milhões e deve receber mais R$4,5 milhões até o final de novembro.

Os interessados em pagar suas dívidas com o município podem procurar a Central de Atendimento, localizada na sede do Procon, na Av. Castelo Branco, 1243, das 8h às 17h. Ou acessar o site www.blumenau.sc.gov.br/cidadao e emitir a guia online.

 

ITBI
A prorrogação também é válida para as transações imobiliárias, com o Renovar ITBI. Neste caso o imposto pode ser dividido em até 18 vezes. A primeira parcela deve corresponder a 30% do valor total e ser paga à vista, dando direito ao proprietário de registrar o imóvel.

Com o Renovar ITBI, quase 600 processos já foram abertos, sendo que R$ 2,8 milhões foram negociados e parcelados.

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”