Prefeitura não tem recursos nem prazo para executar obra na Ponta Aguda, admite secretário de obras

Entrada foi fechada com cavaletes e fitas zebradas. Acidentes aconteciam constantemente no loca. (Cristiano Silva/RNR)

O fechamento do acesso a Rua Havana no bairro ponta Aguda, ocorreu devido a falta de segurança no local segundo o Seterb. A via que liga Rua das Missões com Buenos Aires era usada por motoristas para retornar a região central da cidade. Também servia de rota alternativa para moradores, comerciantes e clientes que seguiam sentido Ponta Aguda – Itoupava Norte.

Agora para ter acesso a transversal, os motoristas precisam seguir até a entrada da Rua Henrique Reif, bairro Nova Esperança e fazer o retorno. O projeto para construção de um trevo na região está pronto segundo a prefeitura. Mas não há dinheiro e tampouco previsão de quando ele será construído admite o Secretário de Obras Paulo França.

– A gente não tem uma previsão nessa situação ali. A questão é demanda financeira. Nós precisamos equacionar essa situação pra poder resolver. Nós estamos empenhados nessa condição, mas eu não tenho prazo – afirmou França em entrevista à Nereu.

No início deste ano um grave acidente entre dois veículos no acesso a Rua Havana provocou a morte de uma motorista.

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”