Prefeito de Blumenau debate demandas da cidade com governador Carlos Moisés

Foto: Mauricio Vieira/Secom

O prefeito de Blumenau, Mário Hildebrandt (Podemos), esteve reunido na tarde desta quarta-feira (27), em Florianópolis com o governador Carlos Moisés. O encontro serviu para debater as demandas da cidade no enfrentamento à pandemia de Covid-19.

A conversa durou pouco mais de uma hora. Hildebrandt destacou que Blumenau encontra-se em uma situação relativamente confortável, com apenas três óbitos confirmados e uma taxa de ocupação de UTI controlada até o momento, mas que o município segue em alerta.

O governador garantiu ao prefeito que os hospitais de Blumenau serão contemplados com respiradores na próxima entrega a ser realizada pela empresa WEG, de Jaraguá do Sul. Além disso, informou que o Estado deve disponibilizar na próxima semana a todos os municípios uma ferramenta de análise de dados regionalizada, que ajudará na tomada localizada de decisões, como do transporte coletivo, uma das demandas do município.

A reunião também contou com a presença do secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro. Ele disse que o Estado está analisando a forma legal de fazer o repasse, aos hospitais filantrópicos, de um auxílio aprovado pelo Governo Federal. No caso das unidades de Blumenau, o Hospital Santo Antônio deverá receber R$ 1,17 milhão, o Hospital Santa Isabel ficará com R$ 1,05 milhão e o Hospital Misericórdia será contemplado com R$ 73 mil.

Outras solicitações foram a respeito do novo centro de eventos do município e da liberação de recursos para o aeroporto regional, que serão analisadas pelo Executivo.

Fonte: Secom/SC

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”