Por unanimidade, comissão autoriza abertura do processo de impeachment

Foto: Divulgação/ALESC

Os membros da Comissão Especial que analisa o pedido de impeachment por crime de responsabilidade contra o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) e a vice-governadora Daniela Reinehr (sem partido) aprovaram por unanimidade, no final da manhã desta terça-feira (15), o relatório que recomenda o acatamento da denúncia e autoriza a instauração de processo.

O então secretário de Estado da Administração, Jorge Eduardo Tasca, foi excluído do relatório, por ter pedido exoneração do cargo nesta segunda-feira (14).

O parecer de 67 páginas será lido na sessão ordinária desta terça-feira e publicado no Diário Oficial da Assembleia para que o pedido seja colocados em votação em plenário, em sessão ordinária na próxima semana.

A denúncia apresentada pelo defensor público, Ralf Zimmer Junior, em 11 de maio deste ano, argumenta que o reajuste salarial aos procuradores, em outubro do ano passado, visando à equiparação com os vencimentos dos procuradores da Assembleia Legislativa, foi concedida por meio de um procedimento administrativo sigiloso e ilegal, sem autorização legislativa.

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”