Mulher é presa suspeita de matar marido policial em Blumenau

Foto ilustrativa

Um sargento da Polícia Miltiar de Blumenau, de 36 anos, foi morto na madrugada desta quarta-feira (19), em Blumenau, após ser atingido com cinco disparos de arma de fogo. Segundo a polícia, a esposa da vítima, de 33 anos, é a suspeita do crime e já está presa, após confessar o homicídio.

Em depoimento para a Delegada da Polícia Civil, Rose Serafim, a suspeita contou que o marido não aceitava a separação e estava ameaçando matar a filha do casal, de apenas 10 anos, e depois cometer suicídio. Nesta madrugada, eles teriam discutido mais uma vez, e em certo momento o homem entrou no quarto da criança, com a intenção de cumprir a promessa.

A mulher ainda contou que para defender a filha, disse que poderia morrer no lugar dela, por isso, pediu o revólver que estava nas mãos do marido. Quando ele entregou, a desafiando a cometer o suicídio, ela atirou cinco vezes contra o policial, acertando quatro nas costas e um na cabeça. A PM foi acionada, juntamente com IGP e Polícia Civil. Apesar do flagrante, as investigações já iniciaram e uma perícia será feita na residência do casal, localizada no Bairro Velha.

 

 

Compartilhe

PinIt
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”

Um comentário sobre “Mulher é presa suspeita de matar marido policial em Blumenau

Comentários estãp fechados.