Polícia registra média de uma denuncia por mês de racismo em Blumenau

O caso que aconteceu em agosto deste ano, envolvendo torcedores do Grêmio, repercutiu em nível nacional e, desta vez, um fato aconteceu mais próximo da gente. Na partida entre Blumenau e Guarapuava, neste sábado, um torcedor blumenauense acabou detido em flagrante por injúria racial.

Um atleta do time paranaense teria sido xingado de “negão”, segundo boletim de ocorrência registrado na Central de Polícia Civil. Segundo o delegado Bruno Effori, a média é de um caso registrado por mês em Blumenau. O número baixo, segundo Effori, pode ser uma consequência da sensação de impunidade.

O gestor de futsal da ADHering e um dos responsáveis por Blumenau na Liga Nacional, Jorge Schwartz, disse não acreditar que a equipe venha a sofrer alguma punição na competição. Jorginho disse que toda e qualquer punição para o torcedor, a partir de agora, cabe à Justiça e não ao clube.

O racismo consiste no preconceito e na discriminação com base em percepções sociais baseadas em diferenças biológicas entre os povos. No Brasil, a Constituição de 1988 tornou a prática do racismo crime sujeito à pena de prisão, inafiançável e imprescritível. A legislação brasileira já definia, desde 1951, com a Lei Afonso Arinos (lei 1 390/51), os primeiros conceitos de racismo, apesar de não classificar como crime e sim como contravenção penal.

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”