Polícia Civil começa hoje investigação do caso de empresário morto a tiros na Itoupava Central

A Polícia Civil deve começar a ouvir a partir de hoje testemunhas do assassinato do empresário Rudinei José Roncaglio, 49 anos, que ocorreu na última sexta-feira. Ontem o expediente foi normal na empresa da vítima, a Hot Fix Aplicações, na Rua Gustavo Zimmermann na Itoupava Central.

Ainda assustados com o assassinato do patrão, a porta da empresa se manteve fechada. Os funcionários desconhecem os motivos que podem ter motivado o crime.

O empresário foi morto com três tiros no pátio da empresa. A polícia já teve acesso as imagens de monitoramento. A suspeita é de um acerto de contas.

Compartilhe

PinIt
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”