Pedido de impeachment contra Carlos Moisés é arquivado na Alesc

Foto: Rodolfo Espínola / Agência AL

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Julio Garcia (PSD), determinou nesta quarta-feira, 5, o arquivamento da representação que pedia o impeachment do governador do Estado, Carlos Moisés, da vice Daniela Reinehr, do secretário de Administração, Jorge Tasca; e da procuradora-geral do Estado, Célia Iraci da Cunha.

A solicitação havia sido elaborada pelo defensor público Ralf Zimmer Júnior. O documento encaminhado a Alesc em janeiro alegava um suposto crime de responsabilidade na concessão de aumento salarial pelo governo aos procuradores do estado em 2019.

A decisão de Garcia acatou o parecer da procuradoria geral do legislativo que recomendou o arquivamento do caso no parlamento. Com isso a análise da representação no legislativo que poderia dar origem a abertura do processo de impeachment por responsabilidade está encerrada.

A representação, no entanto, será encaminhada ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas do Estado, que poderão avaliar eventuais irregularidades no caso por parte do secretário de Administração e da procuradora-geral do Estado.

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”