Pazuello afirma que Ministério da Saúde prevê imunizar 100% da população dos grupos prioritários até junho

Foto: Marcelo Martins

O governador Carlos Moisés participou do debate em torno da vacinação contra a Covid-19, que reuniu chefes de Estado integrantes do Fórum de Governadores e o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. O encontro foi via webconferência, na tarde desta quarta-feira (17). Se o cronograma do Ministério da Saúde, apresentado na reunião, correr dentro do previsto, até junho deste ano, cerca de 40% da população catarinense poderá estar vacinada.

Aos governadores, o ministro afirmou que a previsão é vacinar 100% da população brasileira que está nos grupos prioritários do Plano Nacional de Imunização (PNI) até o mês de junho de 2021.

De acordo com o governador, em Santa Catarina, o número previsto pelo MS corresponde a uma população de pouco mais de 2,8 milhões de habitantes. “A vacina é nossa pauta principal e o Estado, como já vem fazendo, está pronto para distribuir as doses a todos os municípios, tão logo elas cheguem a Santa Catarina. Preparamos toda a logística com planejamento e bastante antecedência para que neste momento tão importante no combate à pandemia, os catarinenses, em todas as regiões, tenham acesso à vacina”, afirma Carlos Moisés.

Durante a reunião, o ministro Eduardo Pazuello também garantiu que todos os leitos de UTI habilitados para o tratamento da Covid-19 serão devidamente pagos. E que serão habilitados tantos quantos forem necessários, para atender os brasileiros que precisarem.

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.