Ônibus podem sofrer paralisações parciais a qualquer momento nesta semana

Blumenau segue alerta para a possibilidade de paralisações no transporte coletivo. O impasse na negociação salarial entre trabalhadores e a empresa responsável pela concessão, junto com a falta de negociação, provocou uma mobilização do sindicato da categoria.

No último sábado (8), por meio de nota, o Sindetranscol informou que paralisações parciais podem acontecer a qualquer momento, de forma curta e em terminais alternados, a exemplo de manifestações que já haviam acontecido em 2017. Na nota, o sindicato não informou se irá comunicar com antecedência, ou não, o período e os locais de paralisação.

Confira na íntegra a nota do Sindetranscol:

“COMUNICADO

Diante da absoluta falta de respeito e assertiva por parte da Piracicabana/Blumob em reestabelecer e avançar na negociação coletiva de trabalho, o Sindetranscol comunica à população, em especial aos usuários, que a partir da próxima segunda-feira, 10 de dezembro, diariamente e por pouco tempo, poderão ocorrer interrupções parciais nos terminais urbanos de Blumenau, nos moldes das já realizadas no ano passado e consideradas legais/não abusivas”.

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”

Um comentário sobre “Ônibus podem sofrer paralisações parciais a qualquer momento nesta semana

  1. Ella

    Ate agora não entendi o significado destes sindicatos..qdo a empresa resolve demitir alguns funcionários , sera que o sindicato vai bancar o salario dos que perderam o emprego ? se realmente o sindicato for pelo empregados deveria sentar e sentir vergonha em fazer esta classe parar , e quem paga as passagens eles não pensam, querem parar por melhorias no salario tudo bem, então liberem os motoristas a rodas com catraca livre, assim pressiona a empresa e não o usuário. Pois quem paga o salario dos motorista e cobradores somos nos com o valor de nossas passagens diárias e não a empresa. Acho que esta na hora de acabar de vez com estes malditos sindicatos ,pois para o trabalhador eles nunca pensaram e somente pensam no próprio lado.

Comentários estãp fechados.