Oito pessoas são indiciadas pelo assalto ao aeroporto Quero-Quero, em Blumenau

Foto: Julio Cavalheiro / Secom

A Polícia Civil anunciou nesta segunda-feira, 13, a Operação Aeroporto 1, que identificou e indiciou oito pessoas pelo roubo ao Aeroporto Quero-Quero, em Blumenau. Dos oito envolvidos indiciados, cinco estão presos, inclusive o responsável por organizar e reunir os assaltantes. A maioria do grupo é formada por criminosos de São Paulo.

O assalto aconteceu no dia 14 de março de 2019. Na ocasião, uma jovem de 22 anos foi morta e dois vigilantes da empresa de valores foram gravemente feridos. Foram roubados R$ 9,8 milhões, sendo considerado o maior roubo já registrado no estado. A polícia apurou que o dinheiro levado saiu de Santa Catarina e foi para São Paulo. Na fuga, os bandidos usaram uma ambulância e um caminhão de lixo para levar o dinheiro e o armamento.

Os investigadores acreditam que ao menos 15 criminosos atuaram no roubo em Blumenau. Entre os envolvidos também está um funcionário da empresa de vigilância, que repassou informações aos assaltantes. Os crimes pelos quais serão responsabilizados são latrocínio (roubo seguido de morte), tentativas de homicídios contra dois vigilantes, associação criminosa, posse de material explosivo, porte de armamento pesado, entre outros.

De acordo com as investigações os assaltantes planejaram o crime durante oito meses. O grupo seria responsável pelos maiores assaltos no Brasil nos últimos anos. Eles também teriam agido em um assalto no aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP).

Compartilhe

PinIt
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.