Obra do prolongamento da Rua Humberto de Campos deve começar em março

Contrato entre Prefeitura e empresa responsável pelo serviço foi assinado na manhã desta quinta-feira. Foto: Augusto Ittner/RNR.

Em 60 dias deve começar a obra do prolongamento da Rua Humberto de Campos, que vai ligar as ruas Marechal Deodoro e General Osório no Bairro Velha. Na manhã desta quinta-feira, 30, foi assinado o contrato entre a Prefeitura e a empresa Setep Engenharia, responsável pela execução. A ordem de serviço deve ser liberada nos próximos 30 dias e um mês depois as máquinas começam a trabalhar.

Este foi o cronograma apresentado por Almir José Machado, diretor técnico da Sotepa Consultoria em Engenharia, responsável pelo acompanhamento e fiscalização da obra. O prazo para conclusão dos trabalhos é de 24 meses. Se for cumprido, o prolongamento da Humberto de Campos deve ser concluído em março de 2016.

A nova via terá 2,04 km de extensão e pretende desafogar o trânsito das ruas João Pessoa e Frei Stanislau Schaette. Serão três pistas em cada fluxo, sendo duas para veículos e uma exclusiva para o transporte coletivo, além de ciclovia.

Também foram assinados contratos para à elaboração dos projetos de engenharia dos corredores Norte e Oeste e do binário da rua República Argentina. Todas as obras terão recursos do BID, Banco Internacional de Desenvolvimento, no valor total de cerca de R$ 300 milhões.

A fiscalização dos contratos ficará com o Tribunal de Contas do Estado, através de um convênio também assinado na manhã desta quinta-feira. O TCE fará auditoria, conforme exigência do BID.

Compartilhe

PinIt
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”