O DECISIVO E NECESSÁRIO APOIO AO TURISMO DE EVENTOS

maos-dadas

Quem pode acompanhar meus artigos neste blog, observa que tenho feito uma análise sequencial do turismo, e no último, enfoquei lugares privilegiados por Deus, cobertos de belezas naturais atrativas para o turismo em comparação a cidades ou regiões que não tem este privilégio, e que querem ativar o turismo em sua área.
É claro que qualquer dica ou opinião a respeito é só uma visão minha, mas serve tanto para cidades mais turísticas como as menos turísticas.

Vamos lá. Todos sabemos e acompanhamos sempre o encerramento de diversos eventos em nossas cidades. Eles surgem e vão sem nenhuma explicação. Vamos lembrar de alguns, e veja se você lembra também.

FAMOSC – Feira de Amostras de Santa Catarina, aconteceu em Blumenau.
CONINFO – Feira e Congresso de Informática, aconteceu em Blumenau e Joinville, e foi referencia nacional.
BLUSOFT – Feira e Congresso de Informatica, sucedeu a CONINFO e não conseguiu se manter.
HABITACON – Feira de Construção Civil, aconteceu em Blumenau, Florianópolis , Joinville , Curitiba e Brasilia.
FUTURECON – Feira de Tecnologia, aconteceu em Florianópolis.
EXPOCON – Feira da Construção, aconteceu em Curitiba.
VALE HAUS – Feira do Lar, acontecia em Timbó.

E assim poderia citar mais feiras, festas e eventos que simplesmente desapareceram sem deixar vestígios, e você deve se lembrar de mais um monte deles. E o porque, eventos consagrados, que mexiam com a economia, hotéis, bares, etc, acabam assim? Este é o ponto que quero enfatizar.

A falta de uma atenção especial aos promotores de eventos tem sido causa primordial de se findarem muitas promoções que poderiam até hoje impulsionar o turismo em centenas de lugares gerando riquezas a todos.

Preço de locais, pavilhões, excesso de burocracia para aprovação dos eventos, falta de apoio das entidades das cidades, taxas excessivas, falta de visão empresarial de apoiadores, custos de mídia altíssimos e a falta de patrocínio (que representa a credibilidade do evento), são as causas mais comuns de desanimo dos promotores de eventos no nosso país.

Com o fim de um evento, uma enorme cadeia de empresas e pessoas sofre. Muitos empregos, na sua maioria temporários, se perdem e muito dinheiro é jogado pela janela ao invés de reverter para a região da promoção.
Então é hora de acordar! Ativar mais as secretarias de turismo, Conventions Bureaus, prefeituras, associações de classe e sindicatos da área para apoiarem mais os eventos que compreendem as suas áreas.

Se envolver é o caminho correto, apoiando e divulgando cada evento da nossa cidade, na certeza de que ele vai prosperar e gerar riquezas ao nosso povo
Simples assim… apoiar e divulgar. É tudo que o promotor do evento precisa para fazer a diferença em nossa cidade.

Compartilhe

PinIt
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”