Número de focos do mosquito da dengue aumenta em Santa Catarina

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (DIVE/SC), divulgou nesta quinta-feira, 17 o primeiro boletim epidemiológico com dados da situação do mosquito Aedes aegypti no estado. Foram identificados 727 focos do mosquito em 75 municípios catarinenses até o dia 12 de janeiro deste ano. O número representa 28,4% a mais do que o registrado no mesmo período do ano passado.

Blumenau ainda não está na lista das cidades consideradas infestadas pelo mosquito Aedes aegypti, porém, de acordo com a Vigilância Epidemiológica do Estado, a cidade já apresentou focos do mosquito.

 

Sinais e sintomas

Normalmente, os sintomas da dengue são febre alta, dor de cabeça, fraqueza, a dores no corpo, nas articulações e no fundo dos olhos, manchas pelo corpo, perda de apetite, náuseas e vômitos.

 

Orientações para evitar a proliferação do Aedes aegypti

  • Evite usar pratos nos vasos de plantas. Se usá-los, coloque areia até a borda;
  • Guarde garrafas com o gargalo virado para baixo;
  • Mantenha lixeiras tampadas;
  • Deixe os depósitos d’água sempre vedados, sem qualquer abertura, principalmente as caixas d’água;
  • Plantas como bromélias devem ser evitadas, pois acumulam água;
  • Trate a água da piscina com cloro e limpe-a uma vez por semana;
  • Mantenha ralos fechados e desentupidos;
  • Lave com escova os potes de comida e de água dos animais no mínimo uma vez por semana;
  • Retire a água acumulada em lajes;
  • Dê descarga, no mínimo uma vez por semana, em banheiros pouco usados;
  • Mantenha fechada a tampa do vaso sanitário;
  • Evite acumular entulho, pois ele pode se tornar local de foco do mosquito da dengue;
  • Denuncie a existência de possíveis focos de Aedes aegypti para a Secretaria Municipal de Saúde;
  • Caso apresente sintomas de dengue, chikungunya ou zika vírus, procure uma unidade de saúde para o atendimento.

Compartilhe

PinIt
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”