Metropolitano se baseia em regulamento da Série D de 2013 para pleitear vaga à Série C

Assim como em 2008 com Aldrovani, Metropolitano quer disputar a Série C do Brasileirão. (Adélio May)

Nesta segunda-feira a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), confirmou o rebaixamento do Betim (MG) à Série D do Campeonato Brasileiro. A situação se deu por conta da dívida do clube mineiro com o The Strongest, da Bolívia, o que gerou toda essa discussão.

Com essa queda oficializada pela entidade máxima do futebol brasileiro, abre-se uma vaga na Série C e três times prometem lutar fora de campo por ela. O Brasiliense, que foi uma das equipes rebaixadas no ano passado, o Tiradentes (CE), que entende ser o quinto colocado da Quarta Divisão, além do Metropolitano.

O clube blumenauense afirma se basear no parágrafo único do artigo 7 do regulamento da Série D do ano passado. O texto afirma que em cada fase os pontos são zerados e, por esse motivo, o Verdão teria a melhor campanha, já que empatou duas vezes, em 2 a 2 e 0 a 0 com o Juventude.

– Já há uma mobilização na FCF e a gente vai lutar por essa vaga. Entrar na Justiça Desportiva seria apenas uma última instância – afirmou o presidente do Metrô, Marcelo Georg, em entrevista à Rádio Nereu Ramos.

Esse imbróglio poderá prorrogar o início da Série C deste ano, que deveria começar no final deste mês de abril. No decorrer desta semana a história deve ter um desenrolar. O presidente da FCF, Delfim de Pádua Peixoto Filho, é uma das pessoas influentes que já está em conversa com a cúpula da CBF

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”