Justiça condena Pelin a 23 anos de prisão pela morte de Maria Rosângela

 

Julgamento de Edemir Pelin foi realizado nesta quarta-fiera, 11, e durou 15 horas.

Julgamento de Edemir Pelin foi realizado nesta quarta-feira, 11, e durou 15 horas.

O julgamento do segundo acusado de envolvimento no assassinato de Maria Rosangela Muniz terminou por volta da meia noite desta quarta-feira, 11. Seguindo a acusação, Edemir Pelin, 27 anos, teria sido contratado para matar a vítima. No julgamento ele foi considerado culpado pelo crime e condenado a pena de 23 anos, dois meses e 23 dias de prisão.

A primeira acusada, Vanessa Nardes, já havia sido condenada a 26 anos de prisão. O terceiro, Elias Schoreder, ainda não foi julgado. Os três suspeitos, segundo a acusação, teriam tramado a morte da gerente financeira da cooperativa Unisaúde porque ela teria descoberto uma fraude na empresa onde dois deles estariam envolvidos. Ainda não há uma data definida para o julgamento de Elias Schoreder.

Compartilhe

PinIt
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”