Issblu deve economizar R$10,5 milhões por ano com aumento de contribuição dos servidores

Nesta semana a Câmara de Vereadores de Blumenau aprovou o projeto que prevê o aumento da alíquota de contribuição previdenciária dos servidores públicos municipais. O índice passou de 11% para 14% e começa a valer em agosto de 2020.

A medida atende uma portaria publicada pelo Governo Federal obrigando estados e municípios a se adequarem às novas regras previdenciárias até o dia 31 de julho de 2020.

Durante entrevista ao Jornal da Nereu 2ª edição, o diretor presidente do Instituto de Seguridade Social de Blumenau (Issblu), Elói Barni, falou sobre a situação financeira do órgão. Segundo ele, atualmente o instituto tem em caixa cerca de R$506 milhões, ou seja, não possuí déficit financeiro. Porém, há um déficit atuário de R$2,8 bilhões, que é o custo estimado para cobrir a aposentadoria de todos servidores cadastrados no programa previdenciário.

Ainda de acordo com Barni, apenas com o aumento da alíquota de contribuição previdenciária dos servidores públicos municipais, o Issblu deve economizar cerca de R$10,5 milhões por ano. Números do Tribunal de Contas do Estado mostram que Blumenau gastou pouco mais de R$173 milhões com previdência social em 2018.

Ouça a entrevista:

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”