Imprudência marca o final de semana nas rodovias federais: 9 mortes e 333 motoristas embriagados

Foto: Divulgação/PRF

Entre sexta-feira (6) e domingo (8), nove pessoas morreram em acidentes de trânsito nas rodovias federais de Santa Catarina. Todos os acidentes fatais foram registrados em rodovias de pista simples. Só na BR 282 foram sete mortes. A Polícia Rodoviária Federal informou que o tempo chuvoso contribuiu para a ocorrência de acidentes graves. Outras duas mortes foram registradas nas BRs 280 e 470.

Já a fiscalização contra a embriaguez flagrou 333 motoristas dirigindo sob efeito de álcool. Um dos casos que chamou a atenção ocorreu em Palhoça, no sábado (7), à noite. Um motorista transitava pela contramão e foi abordado pelos policiais rodoviários federais. Ele apresentava sinais de embriaguez e confessou ter sido multado pela PRF no final de semana passado por embriaguez, também em Palhoça. Realizou o teste de alcoolemia e o resultado foi 0,86 mg de álcool por litro de ar.

O motorista foi novamente multado, mas desta vez o valor da multa será de quase R$ 6 mil, por ele ser reincidente nos últimos 12 meses na mesma infração. O condutor também terá o direito de dirigir cassado. Além disso, ele foi preso em flagrante e conduzido para a Polícia Civil.

Compartilhe

PinIt
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”