Imbróglio pode dar vaga ao Metropolitano para a Série C de 2014

A exclusão do Betim, de Minas Gerais, das competições profissionais organizadas pela CBF pode dar ao Metropolitano uma vaga à Série C de 2014. A informação foi veiculada nesta quarta-feira e tem como base o regulamento específico na Quarta Divisão Nacional deste ano.

A exclusão clube mineiro abre uma vaga no Grupo B da Série C, que seria o grupo do Sul. Somando os dois rebaixados, três vagas estaria abertas para a Terceira Divisão. No caso o Juventude e o Tupi de Minas Gerais, semifinalistas, já estariam na competição. O Metropolitano como quinto melhor da fase final da Série D seria a terceira opção.

A diretoria do Metrô já está a par dessa situação há algum tempo e disse que poderá lutar pela vaga.

– Não gosto de ganhar as coisas no tapetão, mas se o nosso departamento jurídico entender que há a possibilidade, nos iremos batalhar por essa vaga na Série C – afirmou Ericsson Luef, diretor de esportes da Metropolitano Investimentos e Participações.

O imbróglio jurídico pode fazer com que a Série C do ano que vem tenha 22 times. Isso porque baseado no argumento do Treze da Paraíba, o Brasiliense – que foi rebaixado em campo no Grupo A – poderia pleitear a permanência no Terceira Divisão Nacional.

Compartilhe

PinIt
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”