Governador Carlos Moisés poderá ser investigado na CPI dos respiradores

Foto: Julio Cavalheiro/Secom

O governador Carlos Moisés da Silva (PSL) poderá ser investigado pela CPI que apura irregularidades na compra de 200 respiradores por parte do Governo do Estado. O motivo, segundo o deputado Ivan Naatz (PL), que é o relator da comissão, é um termo de compromisso firmado entre o Governo de SC e a empresa Intelbras.

O documento com data anterior ao acerto com a Veigamed previa a compra de 100 respiradores por R$ 7 milhões, valor menor do que foi pago à Veigamed, quando foram gastos R$ 33 milhões por 200 respiradores.

Ouça o deputado Ivan Naatz (PL), falando sobre as investigações

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”