Gaspar prorroga por mais 6 meses intervenção junto ao Hospital Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Com um decreto assinado nesta terça-feira, a Prefeitura de Gaspar prorrogou por mais seis meses a intervenção junto ao Hospital Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Na primeira ação, realizada em maio desse ano, uma comissão assumiu a administração da unidade de saúde para resolver problemas emergenciais, como a falta oxigênio, alimentação e medicação de pacientes.

O problema, segundo o prefeito de Gaspar, Celso Zuchi, acontece por conta do baixo valor e dos atrasos nos repasses. Zuchi questionou a fatia de 12% do orçamento reservada à saúde e cobrou ações a curto prazo para resolver os problemas dos hospitais em Santa Catarina.

Nesta terça-feira, uma faixa colocada no Hospital Misericórdia da Vila Itoupava chamou a atenção da comunidade. A administração da unidade pede, assim como outros hospitais, o reajuste na tabela SUS e os repasses mensais nos prazos corretos.

Já no Hospital de Gaspar, a intervenção teve principais motivos a inadimplência da instituição junto a fornecedores, a crise financeira, a qualidade no atendimento à população e a inviabilidade de manutenção da infraestrutura.

Compartilhe

PinIt
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”