Entidade empresarial de Blumenau cobra regularização de repasse do Estado para Hemosc

Foto: Jaime Batista/Blog do Jaime.

A Associação Empresarial de Blumenau encaminhou ofício ao secretário de Estado da Saúde, João Paulo Kleinübing, solicitando empenho na regularização dos serviços do Hemosc em Blumenau. Devido ao atraso no repasse à FAHECE, Fundação de Apoio ao Hemosc e, consequentemente ao Hemosc, foi suspenso o cadastro de novos doadores de medula óssea de não aparentados, coletas de sangue de cordão umbilical e coletas externas de sangue.

Segundo a entidade, a dívida do Estado com a fundação chega a mais de R$ 50 milhões, o que impactou severamente no fluxo de caixa da instituição. O Hemosc, segundo a Acib, tem dívida com  fornecedores, de aproximadamente R$ 1,9 milhão em materiais nacionais e  R$ 2,3 milhões em materiais importados, necessários para os serviços de coletas.

Por mês, a instituição registra o atendimento de, em média, 2,5 mil doadores de sangue, considerando apenas a cidade de Blumenau. A coleta de sangue implica na utilização de diversos insumos, como bolsas de coleta, testes sorológicos, entre outros, fundamentais para a liberação de um sangue seguro para o ao atendimento dos pacientes.

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”