Empresário da comunicação morre com sintomas da Covid-19 no Sul de SC

Foto: Reprodução

O empresário Evaldo Stopassoli, morreu na madrugada desta quarta-feira (01), no hospital da Unimed, em Criciúma, com sintomas da Covid-19. Ele tinha de 73 anos, era proprietário das rádios Araranguá e Transamérica, em Araranguá, e havia retornado de uma viagem ao exterior recentemente, quando foi internado com sintomas do novo coronavírus.

A Secretaria de Saúde ainda aguarda o resultado do exame junto ao Lasen, Laboratório Central de Saúde Pública de Santa Catarina, para confirmar o quadro de Covid-19, ou descar. A cerimônia de cremação foi restrita à família. Evaldo deixa esposa e dois filhos.

Em nota, a Acaert, Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão, destacou a atuação do empresário:

Evaldo Stopassoli começou a trabalhar aos 12 anos carregando malas no hotel Morro dos Conventos, do Grupo Freitas. Foi sendo promovido até se tornar diretor do grupo. Em 1992, se aposentou e com os recursos comprou as rádios Araranguá e Transamérica. O empresário também atuava no setor imobiliário no sul do estado. Ocupou cargos na diretoria ACAERT como vice-presidente regional adjunto, no período 2003 a 2006, e como membro do conselho consultivo, no período de 2007 a 2010”.

Compartilhar
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”