Empresa não aceita PLR e impasse entre trabalhadores e empresa do transporte coletivo de Blumenau continua

Foto: Sinditranscol/Divulgação

Patrões e empregados voltaram a se reunir no Tribunal Regional do Trabalho em Florianópolis nesta segunda-feira (2). Os trabalhadores apresentaram o resultado da assembleia realizada na semana passada, com aprovação da proposta encaminhada pelo desembargador Roberto Guglelmeto, de repasse do INPC sobre salários e incorporação da participação nos lucros e resultados, semelhante ao que foi aplicado em Florianópolis. Já a empresa anunciou que não concorda com a PLR e a reunião terminou sem acordo.

O Sinditranscol, que representa os trabalhadores do transporte coletivo de Blumenau e região, anunciou nesta terça-feira (3), que vai comunicar a categoria sobre o resultado do encontro e deliberar sobre novas ações, diante da permanência do impasse. Paralisações não estão descartadas, mas segundo informou o sindicato, se acontecerem, serão comunicadas com antecedência.

O impasse é devido as negociações do reajuste salarial, referente a data base da categoria. Os trabalhadores iniciaram as negociações pedindo ganho real de 5% nos salários além o repasse do INPC, e 10% no vale-alimentação. A empresa oferece somente o repasse do INPC, tanto no salário como no vale-alimentação. Outras cláusulas da convenção coletiva, como mudança na nomenclatura dos cobradores e da data base também geraram impasse.

Compartilhe

PinIt
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.