Empresa blumenauense terá que investir R$ 450 mil em praças na cidade

A empresa Eletro Aço Altona terá que construir e revitalizar quatro praças de Blumenau entre 2016 e 2017. Essa decisão foi determinada pelo Ministério Público da cidade. O promotor especializado em Meio Ambiente, Leonardo Todeschini, em entrevista à Rádio Nereu Ramos, contou que a empresa tinha um Termo de Ajustamento de Conduta, configurado nos anos de 2009 e 2010, que determinava a saída dela do atual imóvel, localizado na Rua Paul Werner, no Bairro Itoupava Seca. Isso porque na época, os vizinhos fizeram diversas reclamações ao ministério publico sobre o barulho excessivo e poluição do ar provocados pela empresa.

Porém, no ano passado, a empresa teria rocurado o MP, afirmando não ter condições de fazer a mudança, mas ter se adequado as normas legais. Comprovando isso, a TAC original foi alterada, desobrigando a empresa a sair do local. Mas como forma de compensação à comunidade, a Altona terá que investir R$ 450 mil reais, até o final de 2017, em quatro praças na cidade.

O cronograma aponta a construção de duas praças neste ano, sendo a primeira concluída até o final de julho. Ela vai ficar localizada no Bairro Vila Nova, na esquina das Ruas Felipe Camarão, com a João Gomes da Nóbrega. No local será construída uma Pet Place, uma  praça pública para que o cidadão possa levar os animais de estimação.  A segunda obra, que deverá ser concluída até o final de 2016, é a instalação de equipamentos para a terceira idade na Praça Arno Bernardes, localizada na Rua Almirante Barroso, também Vila Nova.

Para as obras de 2017, está prevista para até o final de julho a construção de uma praça na esquina das ruas Almirante Barroso e Engenheiro Paul Werner. Já até o final do ano, a quarta obra será de revitalização da Praça Ralf Fuhrmann, localizada no entroncamento das Ruas São Paulo e Martin Luther, no Bairro Itoupava Seca.

Compartilhe

PinIt
“O espaço para a participação dos ouvintes internautas no site da Rádio Nereu Ramos, tem como missão principal promover o debate dos assuntos de interesse da sociedade e que são abordados pelo jornalismo da emissora.
Comentários que contenham palavrões, ataques e ameaças pessoais ou que incentivem a violência, discriminação ou ódio contra uma pessoa ou grupo de pessoas devido à religião, raça, origem ou ideologia política, serão sumariamente excluídos.
Também não serão permitidas postagens com conteúdo comercial. Ofertas de produtos são proibidas, assim como publicar endereço de sites que façam vendas online e banner publicitários.
A responsabilidade civil e penal sobre o conteúdo publicado é do autor do conteúdo enviado para o site da emissora.”